Andrea Barbour

é bacharela em Gestão Ambiental (USP) e Artes Visuais (Belas Artes - SP).

Nasceu e vive em São Paulo, com 14 anos de trajetória profissional na dança, desenvolve trabalhos que usam o corpo como meio e como suporte de suas criações (hora no solo, hora no ar).
Pesquisadora das Práticas Performativas e circenses, cria a partir do desejo de borrar as fronteiras das linguagens artísticas impulsionada pelas poéticas da sustentabilidade e da natureza.       

 

                                        

"Bailarina, Artista Visual e Gestora Ambiental, acredito na potência de um ser plural e em constante mutação.

 

Permeando por várias áreas do conhecimento da mente/corpo, atravessei as experiências na certeza de conduzi-las à uma força que fosse capaz de transformar o meu entorno. Em minha trajetória de quase 26 anos de dança, me entreguei ao Ballet Clássico, à Dança Contemporânea, às Performances aéreas, ao Teatro Físico e ao Butô como uma gota d’água se lança à tempestade. 

 

Desde 2007 pesquiso o espaço aéreo “circense” como possibilidade para a movimentação do corpo a partir da dança e isso tem me trazido cada vez mais para perto de mim.

 

Ao me formar em Artes Visuais pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo e aprofundar o estudo das práticas performativas na Escola de Comunicações e Artes da USP, me interessei em explorar o campo imagético das pesquisas por meio das artes plásticas e audiovisuais, a fim de suprir as inquietações deste ser em constante transição.

     

O estado de criação é permanente, de maneira que o trabalho autoral é uma questão de sobrevivência e resistência. No período que residi em Paris, me exilei do cotidiano paulista para empoderar minhas criações, aprofundei a pesquisa e produção de Auto-VideoDanças, com os quais já fui selecionada para 6 Mostras internacionais. Em São Paulo, Rio de Janeiro, Amapá, Ribeirão Preto, Bolívia e Chile. Dei início ao projeto Auto-Retraço onde eu mesma me fotografo em situações inesperadas, entre outros trabalhos. Todos estruturados na intersecção inevitalvel entre as artes visuais e a dança, como voçês poderão ver ao longo deste site.

 

As graduações de Gestão Ambiental (USP) e Artes Visuais se iniciaram em 2005 e
foram cursadas ao mesmo tempo, durante esse período se relacionaram
intrinsecamente dando inicio a um processo muito desafiador já que eram dois
cursos, que para a maioria das pessoas, não tinham relação quase nenhuma.
Meu propósito sempre foi fundir a arte com a realidade ambiental atual, a fim de
despertar a consciência do ser humano como parte do todo, porem como realizar
essa intersecção era a busca mais desafiadora.


O primeiro passo firme dessa pesquisa foi o projeto de monografia
“NARRATIVAS ECO-ARTÍSTICAS: Uma análise da relação entre arte e
educação ambiental a partir da história de vida de educadores”, e que abriu as
portas da relação entre arte e meio ambiente na carreira acadêmica. A partir
deste momento entendi que seria possível colocar em diálogo ambas as esferas
e as obras produzidas na Belas Artes passaram a dar suporte para as pesquisas
praticas.

inspirada nesta investigação desenvolvi uma pesquisa corporal artística que fomenta a construção de uma apreciação e um senso de encorajamento do pensamento e da criatividade no indivíduo, clareando a idéia da interdependência das relações ecológicas e sociais, e da importância de cada elemento do sistema. Desta experiência surgiu a oficina "Corporeidade e Natureza" que eu tive a honra de ministrar em alguns lugares de São Paulo.


Meu interesse pela arte e a natureza é visceral e diz respeito a minha vida como
todo. Ela engloba todas as dimensões da minha existência, humana, física,
artística, pessoal e etc. Ela é inerente ao meu ser desde quando nasci, não é
somente um trabalho. Dessa forma a pesquisa híbrida é absolutamente natural
e espontânea e me ausentar dessa compreensão seria alienar-se de mim
mesma.

 

Enfim, costumo chamar estas escolhas de "Miúdos Haveres", e esta é uma forma bastante comedida de apresentá-los. Desenvolvi este site para deixar essa introdução menos rasa, a idéia é estreitar a relação com você que me lê, e quem sabe comungarmos experiências. 

 

Fique a vontade!     Mergulhemo-nos!

 

 

VENTRE ATELÊ

CNPJ 30.559.854/0001-73 

 

  • Facebook Limpa
  • Instagram Limpa
  • Vimeo limpo
  • Flickr limpo
  • Pinterest limpo

©© Creative Commons

por Andrea Barbour  2014