Impossível seguir indiferente..

April 8, 2015

Eu fiquei realmente muito chocada com a notícia sobre a menina que foi estuprada na estação República do Metrô este mês.

 

Eu não gosto de dirigir em Sao Paulo, acho as pessoas muito violentas e sem compaixão umas com as outras, mas não é só por isso que ando de transporte público. Ando porque é assim que gosto de me relacionar com a cidade, gosto de sentir os cheiros, o vento, o fluxo. Gosto de estar com as pessoas e não com os carros, gosto de cruzar com elas, gosto de caminhar entre.
A minha locomoção na metrópole é basicamente metrô-onibus-pé, eu vivo em trânsito coletivo, uma massa gigante de carne e alma que almejam chegar. E eu nunca tive medo disso. 
Durante os 8 anos que estudei na USP Leste usei o trem que sai do Brås sentido Calmon Viana, (extreeeeeemo leste da capital) e só quem já esteve numa linha dessas sabe o que isso significa. E essa viagem pra mim sempre foi sagrada. Cada travessia era uma experiência, eu me unia àquelas pessoas pelo simples fato de estarmos compartilhando um mesmo vagão, muito apertado e sofríamos juntas porque aquela era a única opção (para elas). E isso pra mim é muito sagrado.
A minha fixação por trens aumentou nesse período, era uma questão de sobrevivência mútua, e eu nunca tive medo disso.

 

Mas hoje.... hoje eu sai de casa com o pavor entalado na garganta, e o ardor na espinha me arrebatou logo na primeira estacão que embarquei, ao ver a tal da "cabine de recarregar bilhete único"... essas que tem em todas as estações, onde mulheres ficam sei lá quanta horas por dia fechadas sendo pressionadas pelo mal humor dos que estão na fila... igualzinha àquela em que a menina de 18 anos foi "abordada", bem debaixo DO NOSSO NARIZ por DOIS HOMENS!!!!!!

Bem debaixo de sei la quantas câmeras, seguranças, funcionários, passageiros, transeuntes... bem do ladino de todos esses...

18 anos! Sozinha! 23h30 da noite! 18 anos! Sozinha! 23h30 da noite! dois homens! DENTRO da estação do Metrô!!!!

 

A vida nos pede coragem eu sei! Cada vez mais! Cada segundo mais, então vamos lá...

 

Eu nao consigo continuar seguindo como se isso não tivesse acontecido, eu sei que junto com ela muitas muitas muitas muitas muitas muitas (infinitamente) muitas outras já passaram por isso, e quantas delas sobreviveram??? 
Este fato do Metrô Republica me deixa completamente transtornada porque me faz perceber que ninguém está nem aí meeeeeeeeeeeeeeesmo! 
Não é só pelo motivo de estar mais perto, é pelo fato da AUDÁCIA dos caras e do DESCASO das autoridades .. 
Isso é muito serio porque é uma ação que alimenta a outra. Imagina então como está o grau nas periferias e nos lugares mais "escondidos"...
E no final quanto importa se os caras foram pegos ou não..? O buraco é muito mais em baixo.. Quem tem coragem de assumir essa bronca?

 

Enfim..

 

Hoje eu não compartilhei um trem lotado, hoje eu compartilho do pavor dessa menina que eu nem o nome sei... mas sei que ela nunca mais será a mesma... e nem eu.....

Please reload

Featured Posts

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Recent Posts

September 15, 2015

Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Follow 

VENTRE ATELÊ

CNPJ 30.559.854/0001-73 

 

  • Facebook Limpa
  • Instagram Limpa
  • Vimeo limpo
  • Flickr limpo
  • Pinterest limpo

©© Creative Commons

por Andrea Barbour  2014